Cuidados com a pele durante o inverno

A tendência no inverno é a pele ser mais atingida por variações térmicas.

Nessa época, é comum nossa pele se apresentar mais ressecada.

Alem disso, quem tem rugas tende a sofrer um pouco mais nessa época do ano porque elas aparecem mais, devido a desidratação da pele no período de frio. Portanto, a maior preocupação que se deve ter com a pele durante o inverno é em hidratar!

Manter a ingesta de água é uma regra a ser praticada diariamente, faça frio ou calor. Abuse do uso de hidratantes corporais e faciais, indicado para o seu tipo de pele.

Para que hidratante cumpra seu papel, a pele tem que estar limpa, mas é preciso prestar atenção para que a limpeza exagerada não tire o manto hidro-lipídico, a camada de gordura da pele, que já fica mais fino no inverno pela redução do suor.

Quando o corpo é exposto à água quente e aos sabonetes, essa capa de proteção natural, chamada de lipoproteica, é removida, fazendo com que a pele perca água para o meio e desidrate.

Durante o banho, atenção à temperatura. A água deve ser morna, quase fria. E o banho não deve ser muito demorado.

O rosto é a região do corpo que mais sofre com os efeitos do frio. Por isso, não caia na tentação da água quente para lavar. Para o rosto, use sempre água fria. O uso de buchas ou esponjas também não é indicado para essa área tão sensível.

Pouca gente sabe que mais de 80% da radiação ultravioleta que atinge a nossa pele durante a vida corresponde a essa exposição do dia a dia. Por isso, engana-se quem pensa que a ausência do sol está diretamente ligada ao fim dos cuidados com proteção. Mesmo no inverno, o fotoprotetor deve ser usado todos os dias.

Aqueça-se na época mais fria do ano com cuidados e carinho!

Feliz inverno

Dra. Ana Carolina Antunes
Médica especialista em dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia
Pós Graduação em Dermatocosmiatria pela FMABC
Pós Graduação em Tricologia e unhas pela UMC
Preceptora do Serviço de Dermatologia da Universidade de Mogi das Cruzes