Dia dos avós!

Muitos ainda não são idosos, mas como um dia, se tudo correr bem, todos nós chegaremos lá, vale a lembrança dos cuidados com a pele nessa época da vida tão especial!

Com o passar dos anos, o envelhecimento do nosso corpo nos obriga a dar uma atenção especial para a pele, que sofre diariamente agressões do ambiente externo e do nosso próprio organismo.

Ao envelhecer, a pele perde componentes essenciais, o que a torna mais frágil.

Assim como a capacidade de renovação celular, a produção do colágeno, que ajuda a manter a firmeza dos tecidos da nossa pele, cai drasticamente com o passar do tempo.

As alterações do envelhecimento levam a rugas, flacidez, formações de manchas e hematomas, desidratação, maior predisposição ao câncer da pele e reações alérgicas/infecções.

Sem os devidos cuidados, a pele do idoso vai ficando cada vez mais frágil e fina, facilitando o aparecimento de manchas, machucados e até mesmo certas doenças.

Dicas de cuidados:

  • Mater a ingesta de água, de acordo com a necessidade individual. A água ajuda na hidratação geral e evita o ressecamento da pele.
  • Use sempre o protetor solar! Além de evitar queimaduras de sol, o uso do protetor previne desde machinhas até doenças como o câncer. Lembre-se: o uso do protetor solar deve ser diário, mesmo quando não houver sol. Estudos recentes mostram que o mesmo não interfere nos níveis de vitamina D. A proteção solar também pode ser feita utilizando protetores, chapéus, roupas adequadas e respeitando horários de exposição.
  • 3 Banhos devem se rápidos, mornos e com sabonete delicado. A água quente aumenta o ressecamento da pele.
  • 4 Opte por toalhas macias e nunca a esfregue no corpo. A fricção do tecido na pele pode causar arranhões e lesões mais sérias.
  • 5 Hidratantes são importantes, pois a pele do idoso é geralmente bem seca e com tendência a sensibilidade. O uso dos mesmos após banho facilita sua ação!
  • 6 Medidas preventivas contra picadas de insetos, pequenos ferimentos e arranhões, pois há maior facilidade de inflamação e infecção. Evitar contato com produtos químicos fortes como inseticidas e cloro, pois há maior propensão a alergias e intoxicações.
  • Abuse do carinho, da atenção e quando possível, das longas conversas, sempre tão cheias de aprendizados! Nossa presença pode ser o maior presente para eles sempre.

Felicidades e gratidão a todos os avós!

Dra. Ana Carolina Antunes
Médica especialista em dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia
Pós Graduação em Dermatocosmiatria pela FMABC
Pós Graduação em Tricologia e unhas pela UMC
Preceptora do Serviço de Dermatologia da Universidade de Mogi das Cruzes