Tanorexia

Você já ouviu falar de tanorexia?

É uma transtorno obsessivo por estar bronzeado; doença caracterizada pele convívio ao sol, acomete principalmente mulheres entre 20 e 40 anos.

Transtornopsicológico, mais comum em pessoas com baixa autoestima, que dão muita importância à sua imagem e que sofrem de ansiedade.

As pessoas que sofrem esse transtorno, nunca estão satisfeitas com o seu tom de pele e fazem de tudo, até mesmo arriscar a vida, para ficarem mais bronzeadas.

No verão, os portadores da doença abusam do sol, sem o uso de qualquer proteção e, no inverno, utilizam de forma illegal, compulsiva e incontrolada as sessões de bronzeamentos artificiais (que estão proibidas para uso estetico).

Isso leva frequentemente a queimaduras da pele, envelhecimento precoce, manchas e ainda o câncer da pele.

À semelhança das pessoas que sofrem de anorexia, que nunca se veem como magras, mesmo quando assim estão; também muitos dos que sofrem de tanorexia nunca se consideram suficientemente bronzeados, mesmo que exibam uma pele exageradamente pigmentada pelo sol.

A tanorexia pode levar a transtornos graves de pele e psicológicos, exigindo tratamento com psicoterapia e algumas vezes medicamentoso, uma vez que a exposição solar está diretamente ligada a liberação de endorfinas, podendo dessa forma o indivíduo apresentar abstinência se não for conduzido adequadamente.

Dra. Ana Carolina Antunes
Médica especialista em dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia
Pós Graduação em Dermatocosmiatria pela FMABC
Pós Graduação em Tricologia e unhas pela UMC
Preceptora do Serviço de Dermatologia da Universidade de Mogi das Cruzes